Skip to content Skip to footer

Surpreendeu-me a dimensão da corrupção em Portugal

É a última entrevista de Joana Marques Vidal como procuradora-geral da República. E é preciso que Portugal leia, porque o mandato que teve foi tão impactante como o que não vai ter: a sua saída do cargo foi motivo de celeuma política e dúvidas intensas sobre o facto de não lhe ter sido dada a oportunidade de continuar em funções. Numa grande entrevista ao Expresso e à SIC, Joana Marques Vidal explica como se posiciona a propósito dessa polémica, explica o que se passou no delicado caso com Angola e pormenoriza a sua visão da Justiça: defende a colaboração premiada e investigações com base em enriquecimento não justificado. Quanto ao caso que abalou o país, a Operação Marquês, não tem dúvidas: a acusação é sólida.

In Expresso, 13-10-2018